julho 12, 2012

UM RECONTO DO POVO LUO



Duany mal ajudava a mãe e a irmã com a moenda do milho e outros afazeres doméstico de sua aldeia. Seu maior desejo – o qual compartilhava com todas as garotas da sua idade – era ter a tatuagem mais bonita de seu povo, para conseguir um bom pretendente para casar. Contudo, Duany encontrará pelo caminho uma criatura misteriosa, que mudará o rumo de sua vida. Recente lançamento da Editora Gaivota, A tatuagem apresenta ao leitor uma bela narrativa tradicional da etnia Luo. 


É o segundo livro de temática africana do escritor Rogério Andrade Barbosa que tive a oportunidade de ilustrar e cuidar do projeto gráfico. Agradeço o convite e o investimento na edição caprichada, de capa dura e papel de qualidade, que valorizou a narrativa tradicional dessa etnia que integra o grupo linguístico chamado de nilóticos ocidentais. As ilustrações desse livro receberam o The Merit Award/Hiii Illustration International Competition 2012





Logo nas primeiras páginas há um mapa, que mostra onde vive ainda hoje o povo Luo. Após sucessivas migrações, esse grupo étnico se estabeleceu no entorno do lago Vitória (ou Nyanza) – situado no Quênia –, e em certas regiões da Tanzânia e Uganda. Os Luo são bem conhecidos como o povo dos lagos, pela alta estatura e pelo trato com o gado. Possuem, como tantos outros povos africanos, uma variada e rica literatura oral. Histórias que são transmitidos pelos mais velhos ao mais novos, de maneira cíclica.

A pesquisa sobre os Luo foi meu alicerce na confecção das ilustrações. As artes corporais costumam estar relacionadas tanto à afirmação de identidade étnica quanto a outras circunstâncias tais como luto, trabalho, festividades, ritos de passagens, entre outras. Tais contextos rurais estimulam penteados, adornos, pinturas corporais, tatuagens e escarificações. Estas últimas, que já foram tão incômodas aos colonizadores, hoje inspiram a cultura urbana contemporânea e globalizada. 



2 comentários:

Karina Batista disse...

Quero ver esse trabalho impresso. Adoro as ilustrações e a última está fantástica. Trabalho primoroso, parabéns.

mariacarambola.wordpress.com

Mauricio Negro disse...

Karina, valeu pelo interesse. Super grato. Se puder, conheça o livro. Já está nas livrarias, pelo que sei. No momento trabakho sobre outro livro do mesmo autor, o Rogério Andrade Barbosa. Abraços!